Praia - A Transportadora Aérea Cabo-verdiana (TACV) está em conformidade com os requisitos internacionais de segurança operacional e segurança contra atos ilícitos, segundo uma auditoria levada a cabo pela Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA).

A auditoria teve início a 17 de agosto e visava verificar se a TACV cumpre com os cerca de mil requisitos constantes de um manual baseado nas normas da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO).

Em declarações à Radio de Cabo Verde (RCV), depois da apresentação do relatório, sexta-feira, o diretor da Segurança Operacional e Qualidade da TACV, Hélder Cruz, disse que a companhia cumpriu com cerca de 99 porcento dos requisitos avaliados durante a auditoria.

"São 957 requisitos e cumprimos com a maioria. Não cumprimos alguns porque não são obrigatórios neste momento", afirmou, esclarecendo que os requisitos ainda não cumpridos "estão relacionados com o sistema de gestão da segurança operacional (SMS, na sigla inglês)".

Ele assegurou que a TACV já está trabalhar com a autoridade nacional da aviação
civil, tendo em vista a implementação desse sistema de gestão da segurança operacional.

"É um sistema que tem quatro fases de implementação", explicou o diretor da Segurança Operacional e Qualidade da da TACV, revelando que a primeira fase já foi implementada, tendo a segunda sido já submetida à autoridade aeronáutica.

Contudo, Hélder Cruz garantiu que "os resultados demonstram que a TACV está em conformidade com os requisitos internacionais de segurança operacional e contra atos ilícitos".

Ele disse que a TACV conseguiu desta vez os melhores resultados dos últimos anos, o que lhe permite a renovação do certificado atual que vai expirar em dezembro de 2015.

"O processo de renovação deverá ficar concluído em novembro", assegurou.

Esta foi a quinta auditoria IOSA (IATA Operational Safety Audit), cujo objetivo foi verificar se a companhia cabo-verdiana está a cumprir com os requisitos para pertencer a esta associação.

A auditoria foi feita por uma organização norte-americana, a GHS Aviation Auditing, que abarcou os manuais e procedimentos de oito áreas da companhia, nomeadamente organização e sistema de gestão, operadores de voo, controlo operacional e despacho, manutenção técnica e engenharia, operações de cabine, operações de terra, operações de carga e gestão de segurança. Panapress

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription