Praia - A Autoridade Turística Central (ATC) de Cabo Verde lançou, segunda-feira (22), um plano de fiscalização ao setor do turismo, que abrangerá numa primeira fase uma centena de agências de viagens, alargando-se posteriormente aos hotéis e outros operadores turísticos.

O Plano Nacional de Fiscalização às Agências de Viagens arrancou na zona sul da ilha de Santiago e, durante dois meses, irá fiscalizar mais de uma centena de agências de viagens em nove ilhas do arquipélago, explica a ATC em comunicado.

A operação visa monitorizar a actividade das agências de viagens no país e verificar se respeitam a legislação do sector, nomeadamente, no que respeita aos alvarás de funcionamento, inscrição no registo nacional e recursos humanos, entre outros.

A ATC sublinha que as agências de viagem detêm um papel importante nos fluxos turísticos, e são o motor de excelência da procura de produtos turísticos cabo-verdianos.

Esta acção, segundo a autoridade, visa averiguar se as mesmas estão a cumprir todos os requisitos que a lei solicita para que estejam em funcionamento, e diminuir assim a informalidade neste sector.

O plano de fiscalização das agências de viagens integra um plano global de fiscalização a todos os operadores turísticos em Cabo Verde e aos prestadores de serviços individuais, nomeadamente guias turísticos, "como forma de garantir a qualidade do serviço" prestado aos turistas.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription