Praia - A companhia aérea Binter, das Ilhas Canárias (Espanha), pretende abrir capital a investidores, privados e públicos, de Cabo Verde, país insular onde começou a operar no tráfego aéreo inter-ilhas em novembro.

Após reunião realizada nesta terça-feira, na Praia, o vice-presidente da companhia regional classificou como "muito satisfatório" o investimento no arquipélago, informa a agência Inforpress.

Rodolfo Nunez disse que o projeto está aberto à participação, sem limite, do capital social cabo-verdiano, tendo como limite a conservação da maioria no capital, desde que foque pelo menos em 51 por cento do investimento.

A Binter CV conta atualmente com 14 voos diários, ligando Praia a São Vicente e Sal, com uma taxa de ocupação média de 40 por cento, tendo em duas semanas transportado mais de dois mil passageiros. Para este final de ano, a empresa prevê ocupação na ordem dos 80 por cento. Desde o início de Dezembro a Binter transportou cerca de 8 mil passageiros.

Para o primeiro trimestre de 2017, a transportadora prevê colocar em operação uma terceira aeronave, visando ligar todas as ilhas dotadas de aeroportos, num total de mais de 30 voos diários.

Atualmente, a Binter opera com dois aparelhos nas ligações entre Praia, Sal e São Vicente e entre Praia, capital de Cabo Verde, e as ilhas Canárias.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription