O Comité de Candidaturas Africanas Internacionais da Comissão da União Africana (UA) aprovou, em Addis Abeba (Etiópia), a candidatura de Cabo Verde a um posto estatutário no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT), para o período 2018-2021.

As quatro candidaturas africanas para o mesmo número de postos estatutárias dessa agência especializada da ONU ocorreram no âmbito dos trabalhos da 41ª sessão do Conselho Executivo da UA.

A União Africana endossou as candidaturas às eleições que serão realizadas na Assembleia Geral da OMT, em Chengdu, na China, no princípio de Setembro , informa a Panapress.

Em declarações à Rádio de Cabo Verde (RCV), a partir da capital etíope, o ministro Fernando Elísio Freire, disse que a escolha do país é uma grande vitória para a diplomacia cabo-verdiana e para o Ministério da Economia e Turismo.

Elísio Freire, ministro dos Assuntos Parlamentares e Presidência do Conselho de Ministros,  representa o Governo de Cabo Verde na 29ª Cimeira da UA em Addis Abeba,  cujos trabalhos encerram hoje.

No entanto, Freire recordou que, apesar do apoio dado pela UA, o importante vão ser as eleições na China em Setembro.

O Conselho Executivo, órgão director da OMT, tem como principal missão assegurar o acompanhamento e realização das acções empreendidas por esta organização, fixar as orientações gerais, seguir a execução do programa bianual de trabalho e controlar o quadro orçamental.

As decisões, recomendações e propostas do Conselho Executivo, composto por 30 membros eleito pela Assembleia Geral, são submetidas para aprovação à Assembleia Geral que se reúne pelo menos duas vezes por ano.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription