Os passageiros que partem de aeroportos do Brasil com destino aos Estados Unidos estão sendo submetidos a uma inspeção mais rigorosa no embarque. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determinou que, além da fiscalização dos agentes dos aeroportos no salão de embarque, as companhias aéreas reforçarão a inspeção da bagagem de mão dos viajantes na porta do avião, sobretudo dos equipamentos eletrônicos e de informática, como celulares, laptops e tablets.

O reforço da fiscalização de seguranças nos voos para aeroportos dos EUA é uma exigência da agência norte-americana Transportation Security Administration (TSA). Segundo a  assessoria de imprensa da Anac, a regra já está em vigor em todos os voos para os Estados Unidos.  A fiscalização deverá ser realizada por amostragem aleatória.

A assessoria de imprensa do Aeroporto Internacional de Brasília informou que a inspeção vale tanto para voos domésticos quanto internacionais. “Além da inspeção aleatória realizada em passageiros, os equipamentos eletrônicos, como laptops e tablets, passam também por detector de traços explosivos. A medida visa dar ainda mais segurança aos passageiros e funcionários”. Quem se recusar a passar por procedimentos de segurança poderá ser impedido de embarcar. Agência Brasil

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription