Lisboa - A procura do destino Portugal pelos turistas brasileiros sofreu em janeiro uma queda acentuada. No primeiro mês do ano, em comparação com o mesmo período de 2015, essa procura teve uma queda de 20%, com o número de dormidas de turistas brasileiros em hotéis portugueses a cifrar-se em 88.702.

Estas quase 89 mil dormidas de brasileiros nos estabelecimentos hoteleiros portugueses são mais do que as cerca de 67 mil dormidas verificadas em dezembro, mas ficam claramente abaixo das quase 111 mil dormidas de janeiro de 2015.

Em termos relativos, o Brasil foi o único mercado emissor de turistas estrangeiros para Portugal a apresentar uma queda no início de 2016, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) para os dez mercados emissores mais relevantes.

Apesar desta queda, o Brasil continua a ser o mercado não europeu que leva mais turistas estrangeiros aos hotéis portugueses.

Globalmente, a procura dos turistas estrangeiros pelo destino Portugal começou o ano em alta, gerando 1,4 milhões de dormidas em janeiro, mais 10% do que no mesmo mês do ano passado.

Os maiores crescimentos vieram da Irlanda, Espanha, Estados Unidos da América, Bélgica e Suíça, todos a apresentar uma subida superior a 20% no número de dormidas dos seus turistas nos hotéis portugueses. Mesmo o Reino Unido, que já é o maior mercado emissor de turistas estrangeiros para Portugal, começou 2016 com um crescimento de 16,2%.

Além da subida de 10% das dormidas originadas por turistas estrangeiros, os hotéis lusos tiveram em janeiro um aumento de 11,6% das dormidas de cidadãos portugueses.

No total os hotéis do país tiveram em janeiro uma taxa de ocupação de 26,2%. É uma taxa reduzida mas normal para a época de Inverno em Portugal. Na verdade, está até 1,9 pontos percentuais acima da que os hotéis tiveram em janeiro de 2015.

As receitas totais dos hotéis portugueses em janeiro ascenderam a 103,7 milhões de euros, mais 13% do que no período homólogo do ano passado, informou o INE.

Las Vegas - Uma delegação angolana de controladores de tráfego aéreo participa, em Las Vegas (EUA), na 55ª sessão anual da Confederação Internacional das Associações de Controladores de Tráfego Aéreo (IFATCA), que teve início nesta segunda-feira (14).

O fórum tem na agenda debates sobre a promoção da segurança, eficiência e regularidade na navegação aérea internacional.

A evolução tecnológica das aeronaves, os incidentes e acidentes técnicos ocorridos, e o tratamento dos controladores envolvidos em situações de stress profissional, são alguns dos temas em debate no fórum.

Luanda - A transportadora aérea angolana TAAG vai reforçar as ligações entre Luanda e Lisboa a partir de 27 de março com mais três ligações semanais. As novas frequências serão mantidas até 29 de outubro de 2016.

Segundo comunicado da companhia estatal, sob gestão da Emirates desde o ano passado,  o objetivo é "proporcionar um leque de opções mais abrangente" e nomeadamente "uma maior interconetividade nos voos de trânsito entre as diferentes escalas e destinos" e criar "favoráveis oportunidades de ligações com os voos internacionais, principalmente para Portugal".

Assim, a partir de 27 demarço, os voos diurnos serão efetuados  às terças, quintas, sextas e domingos, com saídas de Luanda às 12:45 minutos e regresso às 23:00, permitindo melhores ligações com outros destinos, a partir de Luanda.

A companhia anunciou também o reforço das ligações, nas linhas domésticas, entre a capital angolana e Cabinda, Lubango e Catumbela (Benguela e Lobito).

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription