A estatal TAAG – Linhas Aéreas de Angola anunciou a suspensão dos voos diretos entre a capital angolana, Luanda, e o Rio de Janeiro, Brasil, tendo efetuado quinta-feira (24) o último voo para este destino. A TAAG manterá, no entanto, os voos para São Paulo.

Num comunicado, a empresa afirma que “depois de mais de uma década a ligar diretamente as cidades de Luanda e Rio de Janeiro, a TAAG toma esta decisão que se insere na restruturação da rede de rotas, atualmente em curso na companhia de bandeira angolana, visando transformá-la numa companhia aérea rentável”.

A companhia aérea angolana manterá voos diretos para São Paulo, a maior cidade do Brasil, aumentando o número de voos semanais para cinco, com a introdução de voos aos domingos.

O comunicado da empresa concluiu destacando que a cidade do Rio de Janeiro continuará a ser servida pela TAAG “através de parceria com companhias aéreas brasileiras, pois os passageiros poderão fazer a ligação aérea entre São Paulo e Rio de Janeiro, mediante disponibilidade de lugares nos voos das companhias parceiras na aquisição do bilhete de passagem”.

A empresa estatal de transporte aéreo  Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) transportou mais quase 17.500 passageiros (mais 6,6%) de janeiro a setembro deste ano do que no período homólogo de 2018, anunciou a empresa em comunicado.

Cerca de 415.700 passageiros “foram transportados nos voos da LAM, representando um crescimento em 6,6% em relação ao período homólogo de 2018, em que foram transportados 398.208 passageiros”.

A LAM voa para todas as províncias do país e liga Moçambique a capitais vizinhas como Joanesburgo (África do Sul), Dar-Es-Salaam (Tanzânia) e Nairobi (Quénia).

A companhia anunciou também melhorias ao nível da pontualidade com 83% dos voos no mesmo período a respeitarem os horários, uma melhoria de 11% em relação ao período homólogo de 2018.

A par destes indicadores, “a companhia está em fase avançada para a introdução de mais um Boeing 737-700 e dois Bombardier Q400 para consolidar a sua frota”. Com a finalização deste processo, a LAM passará a contar com três aeronaves do tipo Boeing 737-700 e mais duas do tipo Bombardier Q400″, conclui.

João Carlos Pó Jorge, diretor-geral da LAM, disse recentemente à Lusa, à margem de um evento em Lisboa, que a companhia vai investir até 120 milhões de dólares (109 milhões de euros) em novos aviões e intensificar a presença nas rotas africanas, querendo ligar África do Sul a Lisboa.

A companhia volta ainda a voar para a Europa, via Lisboa, a partir de março de 2020, em cooperação com a companhia aérea privada portuguesa Hi Fly.

Cabo Verde Airlines adiou para o verão de 2020 o início da ligação aérea entre a ilha cabo-verdiana do Sal e Luanda, operação que deveria arrancar em dezembro, com a companhia a alegar “razões comerciais”.

A companhia afirma, em comunicado, que mantém a aposta no mercado angolano, garantindo que este adiamento “permitirá uma adequada implementação de todos os mecanismos de promoção, venda e parcerias” da futura ligação.

A Cabo Verde Airlines acrescenta que tudo será feito “respeitando as características próprias do mercado de Angola e dos diversos intermediários que prestam serviço na indústria do turismo e transporte aéreo”, e assegura que iniciou o processo de “proteção dos passageiros” que já tinham adquirido bilhete para a rota Sal/Luanda.

A companhia, privatizada em março deste ano, quando passou a ser liderada pelos islandeses da Loftleidir Icelandic EHF, diz manter o interesse naquele mercado, incluindo o acordo de ‘code share’ com a companhia aérea angolana TAAG, que desde 26 de abril assegura voos entre a capital angolana e a ilha do Sal, com escala em São Tomé e Príncipe, duas vezes por semana.

Até ao final do ano, além da anteriormente prevista rota para Luanda, a Cabo Verde Airlines tem em curso o processo para novas ligações a Lagos (Nigéria), Washington (EUA) e Porto Alegre (Brasil), tendo ainda reforçado a rota para Lisboa, com voos a partir da Praia.

A companhia aérea cabo-verdiana garante também ligações do arquipélago para Dakar, Paris, Milão, Roma, Boston, Fortaleza, Recife e Salvador.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription