A transportadora aérea angolana TAAG voltou a voar para Cabo Verde, depois de três anos de interrupção devido a dificuldades financeiras. O voo inaugural da rota Luanda-Ilha do Sal foi realizado na última sexta-feira.

No Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na Ilha do Sal (arquipélago de Cabo Verde) , a aeronave que saiu de Luanda, com cerca de 90 convidados a bordo, recebeu o respectivo batismo de voo, na presença do ministro cabo-verdiano do Turismo e Transportes, José Gonçalves, que sublinhou que os dois povos estão “condenados” a partilhar o desenvolvimento sustentável que ambos os países vão alcançar.

Explicou que a Ilha do Sal é o berço do turismo em Cabo Verde e neste momento o aeroporto local é uma plataforma com ligações para vários destinos na Europa, Estados Unidos da América, Brasil e outros pontos com vários interesses.

O governante que deu as boas vindas a comitiva angolana, informou que possivelmente e sem dar mais detalhes, no próximo mês de Outubro, a companhia de bandeira Cabo Verde Airlines poderá operar a rota Cidade da Praia/ Luanda.

Segundo fonte da companhia, a ligação a Ilha do Sal será feita com escala em São Tomé e Príncipe, com duas frequências semanais, à sexta-feira e ao domingo, pelo avião Boeing 737 – 700 NG, que tem a capacidade para transportar 120 passageiros.

A TAAG atende, actualmente, 17 destinos domésticos, 25 internacionais, em África, América do Sul, Europa e Ásia, com uma frota composta de 13 aeronaves das quais oito são do tipo Boeing 777, “Triple seven”.

A companhia opera nas rotas de Lisboa, Porto, Pequim, Dubai, Rio de Janeiro, São Paulo, Havana, Cidade do Cabo, Joanesburgo, São Tomé, Praia, Brazzaville, Bangui, Douala, Harare, Windhoek, Maputo e, desde sexta-feira (26), a Ilha do Sal.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription