Os turistas que escolheram Cabo Verde para destino atingiram os 233.721 no primeiro trimestre deste ano, mais 8,5% do que no mesmo período de 2018, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas cabo-verdiano.

Nos primeiros três meses do ano, os estabelecimentos hoteleiros acolheram mais 18.372 turistas do que em igual período do ano anterior.

Estes indicadores referem que as dormidas, entre janeiro e março, atingiram 1.403.555, mais 61.002 (4,5%) do que no período homólogo de 2018.

Em Cabo Verde, os turistas preferem os hotéis, que representam 85,7% do total das entradas no país, seguindo-se as pensões (5,1%), as residenciais (3,9%) e os aldeamentos turísticos (3%).

Relativamente às dormidas, os hotéis representam 91,8%, os aldeamentos turísticos 3,3% e as pensões 2,1%.

A ilha do Sal continua a ser a que regista maior número de turistas: 45,3% do total das entradas. Seguem-se a ilha da Boa Vista (29%) e Santiago (10,6%).

o principal mercado emissor de turistas foi o Reino Unido (22,4%), seguindo-se França (13,3%), Países Baixos (12,6%) e Alemanha (11,5%). Dos turistas contabilizados, 5,9% são residentes em Cabo Verde.

Os turistas do Reino Unido foram os que tiveram maior permanência média em Cabo Verde no primeiro trimestre deste ano (7,5 noites), enquanto os de Itália permaneceram, em média, 6,2 noites.

Já os turistas dos Países Baixos estiveram em média 5,9 noites e os da Áustria 5,8 noites. Os cabo-verdianos residentes permaneceram, em média, 3,2 noites nos estabelecimentos hoteleiros.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription