Dezoito dias depois de terem embarcado em Dar-es-Salam, capital da Tanzânia,  no primeiro comboio de luxo da Rovos Rail com destino a Angola, 51 turistas originários de vários países  chegaram nesta terça-feira (30) à cidade do Lobito, província de Benguela, litoral sul de Angola.

Turistas sul-africanos, norte-americanos, ingleses, suíços, escoceses, holandeses, australianos e neozelandeses, desembarcaram na estação principal do Lobito.

De Dar Es Salaam, ponto de partida, ao Lobito, destino final, os turistas percorreram em 18 dias um total de 4.800 quilómetros de linha férrea, atravessando a Zâmbia e a RD Congo, até entrarem em território angolano pela fronteira do Luena, província do Moxico, no leste de Angola.

Ainda na província de Benguela, os turistas deverão visitar o Forte de São Pedro, na Catumbela, erguido entre 1846 e 1847, durante a colonização portuguesa, bem como o barco Zaire, no Lobito.

O roteiro turístico inscreveu, igualmente, visitas à Sé Catedral, construída no final da década de 60, ao Palácio do Governo Provincial de Benguela e uma breve passagem pela Igreja Nossa Senhora do Pópulo, também na capital provincial,

Quarta-feira de manhã, os turistas, que já passaram pelas cidades do Luena (Moxico), Cuíto (Bié) e Huambo, deixam a província de Benguela a bordo das Linhas Aéreas de Angola, TAAG, rumo a Luanda, com o objectivo de conhecer a capital angolana. O regresso a Dar Es Salaam está previsto para o dia 2 de Agosto.

No mesmo dia, o comboio deixa o Lobito com um novo grupo de 50 turistas que deve chegar a Luanda nas próximas horas.

É a primeira vez que um comboio turístico percorre o trajeto, do oceano Índico ao Atlântico, numa viagem de 18 dias, ligando a Tanzânia à Zâmbia, RDCongo e Angola.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription