A agência de viagens Travelgest, que apoia o setor do turismo em Angola, prevê triplicar o número de comboios turísticos que chegam a Angola a partir de 2023, disse hoje à Angop o director da empresa, José Cabral.

O director da empresa, que falava à chegada à província do Moxico, leste de Angola, de uma delegação de turistas a bordo do luxuoso comboio “RUVOS”, proveniente das Cataratas Vitória do Zimbabué, com destino ao Lobito, província de Benguela, centro-oeste.

O comboio que transporta turistas de várias nacionalidades, incluindo suíços, sul-africanos, holandeses e russos, passou pela Zâmbia e pela República Democrática do Congo.

Cabral acrescentou que com a normal retoma do segmento económico no país após um período “turbulento” imposto pela pandemia de covid-19, estão criadas as condições para aumentar a frequência anual de comboios com turistas para maior divulgação do potencial de Angola.

Cabral adiantou que o país vai receber este ano dois comboios turísticos, sendo que o segundo chega a 29 de julho de Dar es Salaam, capital da Tanzânia.

Na cidade do Luena os turistas fizeram uma visita guiada ao Cinema do Luena, Monumento da Paz e à Catedral da Diocese Católica do Luena.

Na ocasião, a turista suíça de 88 anos, aparentemente a mais velha da caravana, Michelle Doret, disse estar a visitar o país pela primeira vez e ficou encantada com a acolhida da população do Moxico, caracterizando-a como “alegre” e “energético”.

A mais nova da caravana, por sua vez, a sul-africana Clara Merry, de 20 anos, disse que está a aproveitar esta viagem turística para aprofundar o conhecimento cultural que adquiriu sobre Angola, sobretudo o seu mosaico cultural.

O administrador municipal do Moxico, Quintas Miúdo Sempiecas, destacou as potencialidades económicas e culturais da província, com destaque para a agricultura, apicultura, pesca e madeira.

Escrito por: África 21 Digital

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription