Lisboa - O turismo brasileiro em Portugal começou 2015 em alta. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no primeiro mês do ano os hotéis portugueses contabilizaram mais de 111 mil dormidas de turistas brasileiros, o que corresponde a um crescimento de 15,6% em relação a janeiro de 2014.

A elevada procura do destino Portugal por parte dos brasileiros no início do ano fez do Brasil o terceiro maior mercado emissor de turistas estrangeiros para o sector hoteleiro luso, apenas atrás de Reino Unido (que gerou 272 mil dormidas em janeiro nos hotéis portugueses) e da Alemanha (responsável por 199 mil dormidas).

Nos últimos anos o Brasil tem sido sistematicamente o sexto mercado emissor de turistas estrangeiros para Portugal, embora em 2014 o registo de janeiro tenha colocado o Brasil na quarta posição.

No primeiro mês do ano os estabelecimentos hoteleiros portugueses registaram um total de 1,96 milhões de dormidas, mais 13,4% do que no mesmo período do ano passado. Os turistas residentes no estrangeiro originaram 1,29 milhões de dormidas (com um crescimento de 11,2% em relação a 2014), enquanto os turistas portugueses realizaram 668 mil dormidas (mais 17,8%).

O INE explica que "para o aumento das dormidas contribuíram destacadamente os hotéis (mais 19,7%, correspondendo a 70,2% do número total)". A mesma fonte acrescenta que "as restantes tipologias registaram incrementos de menor expressão, tendo os aldeamentos turísticos e os hotéis-apartamentos evoluído negativamente".

De acordo com o INE, a procura permtiu aos hotéis e outros alojamentos turísticos portugueses somar uma facturação de 91,4 milhões de euros em janeiro, mais 18,1% do que em igual período do ano passado. Para isto contribuiu não só o aumento do número de dormidas mas também a subida da receita média por alojamento.

Quanto às regiões mais procuradas, o INE revela que em janeiro o total de dormidas aumentou em todas as regiões, salientando-se os Açores e o Alentejo, com crescimentos de 34,1% e 25,6%, respectivamente. Em Lisboa a procura subiu 19,7%, na região Norte cresceu 18,5% e no Centro 18%.

O Algarve, mais procurado nos meses quentes do Verão, foi a região com menor crescimento, tendo o número de dormidas aumentado apenas 1,7% face a janeiro do ano passado, segundo o INE.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription