Para enfrentar o "cenário desafiador de 2015", a companhia aérea brasileira anunciou que manterá uma "estratégia conservadora" na oferta de assentos nos próximos meses.

São Paulo - São Paulo - Com perspectivas de incerteza econômica e retração da demanda no setor aéreo em 2015, a brasileira TAM Linhas Aéreas melhorou a taxa de ocupação dos voos domésticos e internacionais no último mês de fevereiro.

"Lidamos com um cenário bastante desafiador com relação à demanda e, por isso, temos sido conservadores na nossa estratégia de oferta de assentos ao longo dos últimos seis meses", afirma Francisco Recabarren, vice-presidente de Negócios Brasil da TAM Linhas Aéreas. 

"Temos melhorado a conectividade dos voos para oferecer um produto atrativo ao passageiro e gerar eficiência operacional e rentabilidade, que são importantes para tornar a nossa atividade sustentável no longo prazo", comentou.

"Nos próximos meses, a TAM seguirá com flexibilidade e disciplina de capacidade, buscando eficiência operacional e planejamento estratégico da malha aérea para assegurar a rentabilidade de suas operações", informou a empresa em comunicado. 

No segmento doméstico, o "load factor" da TAM subiu para 82,6%, em um crescimento de 0,8 pontos percentuais sobre a mesma taxa obtida em fevereiro de 2014, segundo dados da ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) divulgados esta quinta-feira (26/3).

Como consequência do aumento da ocupação em fevereiro, a companhia voltou a liderar o mercado aéreo doméstico no Brasil, com uma quota de mercado de 36,8% no mês.

No segmento internacional, a TAM também conseguiu elevar a taxa de ocupação a 81,4% (2,6 pontos percentuais acima do valor registrado em fevereiro de 2014) e liderou o mercado nacional, com participação de 69,8%.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription