Praia - O turismo, com 20 porcento, é o setor que mais contribui para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde, constituindo o maior peso na economia cabo-verdiana, segundo daddos divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Estes dados constam da 1ª Conta Satélite do Turismo de Cabo Verde e do Índice de Preços Turísticos divulgados pelo presidente do INE, António Duarte, para quem esse estudo realizado pela primeira vez em Cabo Verde vai permitir obter informações para as estatísticas do turismo, "fornecer elementos necessários para tomadas de decisões" e "medir a diferença" dos preços dos produtos caraterísticos do setor turístico.

O turismo,  segundo ele, contribuiu para uma média de 36 mil postos de trabalho, movimentando 27,6 mil milhões de escudos cabo-verdianos (cerca de 250,9 milhões de euros), correspondente a 18,71% da economia de Cabo Verde.

"O peso que o turismo tem na economia cabo-verdiana rondou 19 porcento (em 2011) a 21.04 porcento, (2014)", precisou António Duarte.

Os resultados avançados pela primeira edição das Contas Satélites Turismo (CST) em Cabo Verde mostram ainda que o setor dos transportes, principalmente o aéreo, "tem maior peso na estrutura do PIB ao nível de Cabo Verde".

Segundo os dados da CST, as atividades caraterísticas do turismo que criam mais postos de trabalho são: transportes de passageiros (37%), serviços de alojamento (25%), restaurantes e similares (19%).

António Duarte esclareceu que, para a implementação da CST, o INE contou com o apoio dos seus parceiros técnicos, como o INE da Suécia, da Espanha e do Instituto de Estatística das Canárias.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription