Procura dos brasileiros pelos destinos portugueses alcançou um novo recorde no ano passado: 2 milhões de dormidas. O Brasil foi o mercado estrangeiro que mais cresceu na hotelaria lusa.

Os números são definitivamente os melhores: 2017 foi o melhor ano de sempre no turismo brasileiro em Portugal, com mais de 2 milhões de dormidas de cidadãos brasileiros nos hotéis lusos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados do INE revelam que de janeiro a dezembro os hotéis portugueses contabilizaram 2,01 milhões de dormidas de turistas brasileiros, mais 35,6% do que em 2016. O Brasil foi o mercado emissor de turistas estrangeiros que mais cresceu em 2017, seguido dos Estados Unidos da América, que apresentaram um crescimento de 33,4%, e da Polónia, com um aumento da procura de 30%.

Contabilizando apenas o mês de dezembro, o Brasil gerou 130 mil dormidas na hotelaria portuguesa, com um crescimento de 13,6% em termos homólogos.

No total de 2017, a procura brasileira pelos hotéis portugueses correspondeu a uma média de 167 mil dormidas por mês. Os melhores meses foram julho e outubro, em ambos os casos com uma procura próxima de 213 mil dormidas. O mês mais fraco do ano passado foi fevereiro, quando o número de dormidas de brasileiros na hotelaria lusa ficou em 109 mil.

Os 2 milhões de dormidas de brasileiros no total de 2017 ultrapassam o anterior recorde de 1,48 milhões de dormidas, registadas em 2016, e colocam o Brasil como o sexto maior emissor de turistas estrangeiros para Portugal e o maior de fora da Europa.

Os cinco países que mais turistas estrangeiros enviaram para Portugal em 2017 foram Reino Unido (9,28 milhões de dormidas), Alemanha (5,6 milhões), Espanha (4,05 milhões), França (3,9 milhões) e Holanda (2,4 milhões).

Receitas crescem 16,6%

No total, Portugal contou no ano passado 41,6 milhões de dormidas de turistas estrangeiros, mais 8,6% do que em 2016, segundo o INE. Paralelamente, os hotéis lusos registaram 15,9 milhões de dormidas de turistas nacionais, com um aumento de 4,1% face ao ano anterior.

Em média, enquanto cada português pernoitou 2 noites, a estada média de cada turista estrangeiro foi de 3,3 noites, revelam os dados do INE.

As receitas totais da hotelaria portuguesa no ano passado ascenderam a 3,39 mil milhões de euros, mais 16,6% do que em 2016.

Considerando somente o mês de dezembro as receitas dos hotéis portugueses cifraram-se em 160 milhões de euros e cresceram 18% em termos homólogos.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription