A transportadora área de Cabo Verde reitera que todos os direitos dos trabalhadores estão a ser salvaguardados.

A TACV- Cabo Verde Airlines indicou que o encerramento das delegações onde já não tem qualquer tipo de operação “é normal e era previsível” e garante que todos os trabalhadores estavam já informados sobre esta possibilidade.

Num comunicado enviado à Inforpress, a transportadora área cabo-verdiana reitera que todos os direitos dos trabalhadores estão a ser salvaguardados, indicando que a todos já foi apresentada uma solução de acordo com lei laboral, devidamente acompanhada pelos sindicatos.

“O processo privilegiou a desvinculação por pré-reforma e a via de mútuo acordo e o respeito pelos anos de trabalho e dedicação dados à companhia aérea. Esta reestruturação é um processo complexo, demorado, mas necessário e que envolve o foco no factor humano com sensibilidade e bom senso, tarefa essa que os TACV nunca descuraram a nível interno”, refere o comunicado.

A administração da TACV adiantou ainda que lá onde os serviços vão ser encerrados alguns trabalhadores, dado seu potencial, foram aproveitados para mudarem para a ilha do Sal e outros têm potencial e alternativa de mobilidade para Praia, caso aceitarem as condições que vierem a ser oferecidas.

Informou ainda que outros tinham já aderido ao programa de pré-reforma e, neste momento, está-se a trabalhar para que todo o processo seja fechado preferencialmente por mútuo acordo.

“Todo o processo está sendo gerido com muita responsabilidade e procurando, em função dos recursos disponíveis, assegurar o menor impacto negativo possível. Uma forte aposta está sendo feita no futuro dos trabalhadores que vão ficar na empresa”, garante a TACV.

Hub na ilha do Sal

A transferência do “hub” para a ilha do Sal foi, segundo a administração da empresa “um passo importante” para o crescimento da companhia para uma maior eficiência dos voos e a empresa, tem vindo a negociar as melhores condições possíveis para garantir uma compensação de mudança do local de trabalho que seja razoável e compatível com os recursos financeiros disponíveis.

“A principal preocupação dos TACV – Cabo Verde Airlines é abraçar o processo de mudança como algo positivo para um futuro melhor da empresa e dos seus trabalhadores”, salienta.

A partir do dia 01 de Março as delegações de São Vicente e Santo Antão, da Direcção Regional Norte, deixarão de funcionar na sequência do processo de reestruturação da companhia aérea.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription