O Ministério da Cultura e Turismo de Moçambique estima em 190 milhões de euros o valor necessário para transformar a baixa de Maputo em polo turístico e potenciar a capital do país em referência para a atracagem de cruzeiros.

O Ministério da Cultura e Turismo de Moçambique estima em 190 milhões de euros o valor necessário para transformar a baixa de Maputo em polo turístico e potenciar a capital do país em referência para a atracagem de cruzeiros.

A diretora-nacional do Turismo de Moçambique, Fátima Romero, citada hoje pelo diário O País, afirma que o valor será mobilizado através de parcerias entre o Estado e o setor privado e destina-se à construção e reabilitação de infraestruturas importantes para a maximização do potencial turístico de Maputo.

“Foi criado um grupo de trabalho que integra o setor privado e todos os intervenientes para o desenvolvimento do turismo na baixa da cidade de Maputo”, declarou Fátima Ribeiro.

Neste momento, prosseguiu, já decorrem atividades de modernização de infraestruturas.

O vereador das atividades económicas do município de Maputo, João Matsombe, disse que o governo da capital já disponibilizou um milhão de dólares (864 mil euros) como sinal do compromisso com a capitalização de Maputo como ponto de referência turística.

“Grande parte do montante será assegurado pelo setor privado”, declarou João Matsombe.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription