A fronteira de Ressano Garcia, que garante a travessia entre a província de Maputo e a África do Sul, registou 20 mil entradas em Moçambique, entre os dias 21 a 25 de dezembro, disseram as autoridades migratórias.

“As autoridades moçambicanas tiveram de redobrar esforços para responder à demanda dos serviços fronteiriços, face ao movimento intenso”, disse Osvaldo Coreia, porta-voz do Serviço Nacional de Migração (Senami), citado hoje pelo jornal “O País”.

O elevado número de visitantes provocou uma sobrecarga nos serviços migratórios do lado sul-africano, levando a queixas dos viajantes, acrescentou o porta-voz.

Os utentes chegaram a demorar nove horas do lado sul-africano, levando apenas dez minutos do lado moçambicano, explicou.

Para esta quadra festiva, o Senami prevê que o movimento de entradas atinja o seu pico entre os dias 22 e 28 de dezembro.

Reserve já

motor reservas

Newsletter

introduza os seus dados de registo| enter your registration data| entrez vos données d'inscription